Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Governo entrega muro à unidade da Fase em Pelotas

Publicação:

Governo entrega muro à unidade da Fase em Pelotas
Governo entrega muro à unidade da Fase em Pelotas

A secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, participou nesta terça-feira (10), em Pelotas, da cerimônia de entrega à comunidade do muro que circunda o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) no município. A construção foi autorizada pelo Governo do Estado com recursos provenientes de um Termo de Ajustamento de Conduta obtido pela Fase junto à Promotoria Pública de Rio Grande em parceria com a prefeitura daquele município no valor aproximado de R$ 280 mil.

A antiga cerca de arame existente no local que possibilitava, por vezes, o ingresso de pessoas e objetos estranhos à unidade deu lugar, no entorno do Case Pelotas foi substituída por uma estrutura de concreto de 4 metros de altura e 205 metros de extensão. A obra, que era aguardada desde a inauguração da unidade, há 19 anos, visa proporcionar maior segurança ao local, além de atender a uma antiga demanda da população que reside no entorno da unidade.

A secretária destacou a importância da obra que era aguardada pela comunidade há quase 20 anos agradecendo ao Poder Judiciário, Ministério Público e municípios de Rio Grande e Pelotas pela parceria com Estado. “O Poder Público não consegue resolver tudo sozinho”, disse, referindo-se a importância da união de esforços de todos para a resolução dos desafios que se apresentam.

Maria Helena Sartori ressaltou que o governo trabalha sob a perspectiva da prevenção da violência juvenil nas escolas por meio das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipaves) e, também, na qualidade do retorno dos jovens que saem da Fase e retornam para a sociedade. Para tanto, lembrou que a Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos está ampliando o Programa de Oportunidades e Direitos (POD) Socioeducativo de 180 vagas este ano para 1.100 a partir de 2018. Ele é destinado ao acompanhamento, pelo período de um ano, dos adolescentes egressos da Fase, garantindo sua permanência na escola e fornecendo uma bolsa-auxílio para os participantes.

O presidente da Fase, Robson Zinn, destacou que o Governo do Estado, mesmo com a crise financeira permanece realizando investimentos importantes na Fundação. Pediu o fortalecimento da rede de atendimento nos municípios e maior investimento no setor por parte destes. Zinn referiu ainda a construção de nove novas escolas no sistema Fase, entre as quais na unidade de Pelotas. Além disso, lembrou da criação de 30 novas vagas e a inauguração de um prédio anexo na unidade de Novo Hamburgo, no valor de R$ 1,5 milhão.

Participaram do evento a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, a promotora da Infância e Juventude, Luciara Robe da Silveira, a representante da prefeitura e secretária de Cidadania e Assistência Social de Rio Grande, Maria Cristina Julian, a juíza da Infância e da Juventude da Regional de pelotas, Alessandra Couto, e o diretor Socioeducativo da Fase, Carlos Andre Severo e a diretora da unidade, Maria Teresa Neves.

Investimentos contínuos

Somente este ano, a unidade de Pelotas recebeu um aporte de investimentos de R$ 500 mil do Governo do Estado. Em janeiro, ocorreu a instalação e entrada em funcionamento do pórtico, banqueta e raquete eletrônica para a Revista Humanizada, que preserva visitantes dos constrangimentos da antiga revista vexatória.

No último mês, também houve a instalação e entrada em funcionamento do sistema de videomonitoramento interno e externo no local, o que aumenta ainda mais o nível de segurança na unidade e reduz os índices de ocorrências de conflitos entre os próprios jovens. Houve também investimento na realização de capacitações para os servidores da unidade, no sentido de qualificar os recursos humanos.

Além da construção do muro, até o final de outubro, o Case Pelotas receberá um total de dez radiocomunicadores que modernizarão o processo de comunicação dentro da unidade. Até o final de 2017, o centro de atendimento socioeducativo também receberá um veículo zero quilômetro com recursos do caixa único do Estado.

Texto e foto: Marcelo Vaz

SDSTJDH - Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos