Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Secretaria de Desenvolvimento social apóia iniciativas de facilitação ao atendimento às mulheres vítimas de violência

DPM orienta municípios a adotarem medidas de fortalecimento da rede de atendimento

Publicação:

maior Vinicius Thormann 2
Diretora Salma Farias Valencio participa de solenidade alusiva aos 11 anos da Lei Maria da Penha em Canoas - Foto: Vinicius Thormann

A Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos está orientando os municípios a implantarem medidas de fortalecimento da rede de atenção às mulheres vítimas de violência ou em situação de vulnerabilidade social. Conforme a diretora do Departamento de Políticas para as Mulheres da SDSTJDH, Salma Farias Valencio, a redução da violência e a conscientização da sociedade só se dará por meio do trabalho compartilhado entre os gestores públicos de todas as instâncias e a sociedade civil organizada.

Um dos exemplos que está dando certo é a Plataforma Digital lançada hoje (07) pela prefeitura de Canoas para assinalar os 11 anos da Lei Maria da Penha. A ferramenta permite o acesso ao banco de dados dos atendimentos realizados no Centro de Referência para Mulheres Vítimas de Violência do município e possibilita acompanhar o andamento de cada caso. Atualmente, são 1.963 casos ativos na instituição. Por meio do sistema, estão disponíveis informações como se a vítima já procurou o serviço anteriormente, tipos de violência sofrida, se tem filhos, entre outros.

Para a diretora Salma Farias Valêncio, "Mais do que uma plataforma digital, é um atendimento humanizado, principalmente porque a mulher não precisa repetir inúmeras vezes a sua história". Já a coordenadora do Centro de Referência da Mulher Patrícia Esber, Renata Jardim, disse que o objetivo é garantir uma melhoria no atendimento a essas mulheres. 

Com informações da Ascom/Prefeitura de Canoas 

SDSTJDH - Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos