Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Repasse de R$ 3,6 milhões beneficia crianças e adolescentes carentes

Publicação:

Governador e primeira-dama assinam convênios com 50 projetos de instituições que trabalham com crianças e jovens
Governador e primeira-dama assinam convênios com 50 projetos de instituições que trabalham com crianças e jovens - Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Um laboratório de informática novo e aulas de ballet e hip-hop para 170 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. É nisso que a Fundação Semear, de Novo Hamburgo, vai usar o dinheiro que está recebendo da campanha Escolha o Destino. Ao todo, 50 projetos de instituições que trabalham com pessoas carentes receberam R$ 3.633.489,82, após assinatura de convênios com o governo do Estado nesta segunda-feira (4), no Palácio Piratini. 

O valor foi arrecadado graças à campanha Escolha o Destino, criada em 2015 pelo Gabinete de Políticas Sociais, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos (SDSTJDH), ambos liderados pela primeira-dama Maria Helena Sartori.

O objetivo é incentivar os gaúchos a destinarem parte do Imposto de Renda devido a projetos sociais que beneficiam crianças, adolescentes e idosos no Rio Grande do Sul. Podem participar cidadãos e empresas, respeitando, respectivamente, os limites legais de 6% e 1%. O dinheiro vai para o Fundo Estadual da Criança e do Adolescente (Feca) e o Fundo Estadual da Pessoa Idosa (Funepi), além dos fundos municipais. Depois, os conselhos estaduais e municipais avaliam os projetos inscritos pelas entidades nos editais, definindos os beneficiados (um por entidade).

Maria Helena destacou e agradeceu a parceria de todos os envolvidos. "A arrecadação cresceu muito de 2015 pra cá. Já convencemos muita gente, mas ainda precisamos convencer mais. O que estamos pedindo é que os contribuintes deixem no Estado uma parcela do seu dinheiro que seria transferida, obrigatoriamente, para o governo federal. Não é nada para nós. É para crianças, adolescentes e idosos. As pessoas sempre dizem que 'pagam e pagam imposto' e nunca veem o resultado. Pois esta é uma oportunidade de escolher o destino do seu dinheiro e ver, sim, os benefícios", afirmou.

Valores foram arrecadados em campanha social liderada por secretária Maria Helena.
Valores foram arrecadados em campanha social liderada por secretária Maria Helena. - Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Para o governador José Ivo Sartori, o programa é um grande exemplo de integração entre o poder público e a sociedade civil. "Um incansável trabalho, feito a muitas mãos, por uma rede de colaboradores e parceiros engajados na transformação social do RS. O governo não consegue fazer tudo sozinho. Doar é um ato de cidadania e aprendizado. E, mais do que nunca, precisamos do envolvimento de todos para que as políticas sociais cheguem a todos os municípios e aos cidadãos que mais precisam de ajuda", disse.

Ajuda que faz a diferença

Os R$ 3,6 milhões de hoje se somam aos quase R$ 2 milhões que o governo do Estado já repassou desde o início da campanha, totalizando R$ 5,6 milhões. No entanto, o total arrecadado passa de R$ 44 milhões, só que uma parte ainda depende da realização de editais e da aprovação de projetos para chegar à ponta final.

O governador e a primeira-dama fizeram questão de destacar o potencial que o RS tem de manter recursos no Estado: cerca de R$ 300 milhões, considerando só a participação de pessoas físicas, segundo cálculo da Secretaria da Fazenda.

Até agora, mais de 80 entidades já receberam recursos da campanha. "É uma ajuda que faz a diferença. A gente consegue desenvolver talentos e potencializar as habilidades dessas crianças e adolescentes. Eles só precisam de oportunidades. E é nisso que esse dinheiro vai ser utilizado: para oferecer oportunidades", disse a gestora social da Fundação Semear, Helena Thomé.

A solenidade terminou com uma apresentação de dança de alunos do SOU - Centro de Referência São José, de Guaíba. As doações podem ser feitas até o próximo dia 26 de dezembro, por pessoas físicas que declararam IR pelo modelo completo, assim como pessoas jurídicas que apuram o IR pelo lucro real.

Confira as entidades beneficiadas:  50 entidades benf rec FECA 2 17 (.pdf 279,80 KBytes)

Texto: Vanessa Felippe
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

SDSTJDH - Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos