Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Seminário esclarece metas do POD Socioeducativo aos gestores da nova fase do programa

Publicação:

POD
Secretária Maria Helena pede apoio dos gestores na execução do POD Socioeducativo

A Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos e o CIEE-RS realizaram hoje (08) o Seminário POD Socioeducativo para o alinhamento de procedimentos visando a execução do programa aos jovens egressos da Fase. Destinado aos gestores das instituições envolvidas no programa o encontro serviu para o conhecimento didádico de todo o processo desde o momento do ingresso do jovem no Sistema, até seu desligamento no Programa. Os dirigentes e gestores da SDSTJDH apresentaram o NOVO POD enquanto o pessoal do CIEE e da FASE explicaram, nos mínimos detalhes, os procedimentos legais e administrativos, tudo no intuito de possibilitar o cumprimento de todas as metas estabelecidas no Programa. 

A secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, pediu o emprenho dos gestores na execução da nova fase do programa que está sendo ampliado de 180 para 1.100 vagas: “Um sonho coletivo certamente se torna realidade”, disse a secretária, reforçando a importância de todos no processo de educação dos jovens egressos. Maria Helena Sartori destacou, ainda, os programas de prevenção do Governo que visam evitar que os jovens cheguem a criminalidade. Entre esses o PIM?Criança Feliz, as CIPAVEs e os Centros da Juventude, que protegem e educam desde o nascimento até a adolescência. 

O Gestor de Operações do CIEE, Lucas Baldisseroto, anunciou que Duzentos jovens em atendimento socioeducativo da Fase tomaram conhecimento do programa e 75 manifestaram interesse em participar. “Portanto já começamos com força,” disse. 

O juiz do 3º Juizado da Infância e da Juventude, Charles Bittencourt, elogiou o Governo do Estado por ter realizado uma reivindicação antiga do judiciário: O de expansão do programa destinado aos egressos.

A diretora do Departamento de Justiça da SDSTJDH, Ana Severo, agradeceu a dedicação dos funcionários da secretaria e da Fase o que contribuiu para que a expansão do POD se tornasse realidade.     

O presidente da Fase, Robson Zinn, ressaltou a necessidade de que os jovens da Fase recebam a oportunidade que, na maioria dos casos, faltou na vida deles. Zinn falou, ainda, dos investimentos da instituição em educação e das novas escolas em construção: “Se o menino não freqüentar a escola na Fase não vai freqüentar em lugar nenhum”, concluiu. 

O POD Socioeducativo 2018 a 2020 prevê a ampliação do número de vagas de 180, em Porto Alegre e Santa Maria, para o atendimento anual de 1.100 jovens egressos da FASE, em todas as regionais do Judiciário da Infância e Juventude. Além do aumento no número de vagas, são inovações do programa o encaminhamento ao Programa Jovem Aprendiz, ampliando as oportunidades de colocação no mercado de trabalho, e a formação de parcerias com os municípios e setor produtivo. A parceria envolverá repasse do Estado no montante de R$ 1.630.000,00 (Um milhão, seiscentos e trinta mil reais), anuais, com recursos do tesouro do Estado.

SDSTJDH - Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos